Skip nav

Laboratórios Colaborativos

Concurso para a atribuição do título de Laboratório Colaborativo (CoLAB)

(English version available soon)

Está aberto em permanência o concurso para o reconhecimento e a atribuição do título de Laboratório Colaborativo. O título permitirá posteriormente concorrer a financiamento específico.

Os Laboratórios Colaborativos deverão constituir-se como associações privadas sem fins lucrativos ou empresas. Têm como objetivo principal criar, direta e indiretamente, emprego qualificado e emprego científico em Portugal através da implementação de agendas de investigação e de inovação orientadas para a criação de valor económico e social.

Os CoLAB devem responder ao desafio da densificação do território nacional em termos de atividades baseadas em conhecimento, através de uma crescente consolidação de formas de colaboração entre instituições de ciência, tecnologia e ensino superior e o tecido económico e social, designadamente as empresas, o sistema hospitalar e de saúde, as instituições de cultura e as organizações sociais.

Mais informações sobre o concurso estão disponíveis no Aviso de Apresentação de Candidaturas, no Guião de Submissão de Candidaturas, no Guião de Avaliação e no Regulamento de Atribuição de Título de Laboratório Colaborativo (CoLAB).

Destinatários e elegibilidade

O Laboratório Colaborativo é constituído obrigatoriamente por, pelo menos, uma empresa e uma unidade de I&D de uma instituição de ensino superior, financiada pela FCT , I.P., podendo resultar de um centro de interface tecnológica que já tenha essa estrutura societária ou de associados. No caso de unidades de I&D sem personalidade jurídica, a entidade participante é a instituição dotada de personalidade jurídica em que as mesmas se integrem.

Podem participar no CoLAB empresas, entidades não empresariais do sistema de I&I, Instituições de Ensino Superior (através das suas Unidades de I&D), Centros de Interface Tecnológica e outras instituições intermédias e de interface, associações empresariais, outras organizações da administração pública ou outros parceiros do tecido produtivo, social ou cultural.

Nenhum associado, sócio ou acionista pode deter menos de 5% nem mais de 49% do património ou capital social.

Como Concorrer

As candidaturas são submetidas eletronicamente através de formulário próprio. A instituição proponente é a entidade participante responsável pela submissão da candidatura.

Quando aplicável, a candidatura deve conter uma declaração de compromisso para a constituição de uma associação privada sem fins lucrativos ou de uma empresa assinada por todas a instituições participantes, caso seja atribuído o título CoLAB.

Mais informações estão disponíveis no Guião de Submissão de Candidatura.

Avaliação

A avaliação das candidaturas é feita por um painel de avaliação independente, constituído por peritos de reconhecido mérito internacional, designado pelo Conselho Diretivo da FCT, I.P. O painel de avaliação pode recorrer a avaliadores externos, cuja identidade não é divulgada, os quais elaboram pareceres sobre as candidaturas que lhes forem atribuídas, destinados a informar o seu trabalho e decisões.

Mais informações estão disponíveis no Guião de Avaliação.