Skip nav

ERA-CVD

Cooperação Transnacional

ERA-CVD: ERA-NET para Programas de Investigação em Doenças Cardiovasculares

A FCT é parceira da ERA-CVD, um projeto que pretende alargar e fortalecer a cooperação transnacional entre organizações de financiamento de investigação em doenças cardiovasculares, por um período de 5 anos (2015-2020). Este consórcio é formado por 23 organizações de 18 países. Um dos principais objetivos da ERA-CVD consiste em financiar projectos de Investigação e Desenvolvimento (ID) transnacionais em investigação cardiovascular. Para tal, foi planeado o lançamento de pelo menos três concursos transnacionais conjuntos (CTC2016, 2017 e 2018). No concurso de 2016, lançado em 5 de janeiro de 2016, foram financiados 14 projetos.

Para além da FCT, participa também nesta rede o Ministério da Saúde, através da Direção-Geral da Saúde (DGS), responsável pela execução do Programa Nacional para as Doenças Cérebro-Cardiovasculares (PNDCCV). Reconhecendo que a cooperação institucional é uma mais-valia para a promoção e o avanço do conhecimento científico e do desenvolvimento tecnológico, foi celebrado um Protocolo entre a FCT e a DGS/PNDCCV, no sentido de desenvolver o objetivo comum destas entidades e melhor apoiar a comunidade científica nacional que desenvolve investigação na área das doenças cardiovasculares.

Para o concurso de 2017, as equipas portuguesas integradas em consórcios selecionados para financiamento receberão o financiamento proveniente apenas do Ministério da Saúde (DGS/PNDCCV), que assumiu um compromisso máximo financeiro de 100.000 €. A FCT assegurará o contacto com os candidatos de instituições portuguesas, bem como a gestão dos projetos que vierem a ser financiados.

Destaques

16 janeiro 2017: Lançamento do concurso

6 março 2017: Data limite para submissão de pré-propostas

23 junho 2017 Data limite para submissão de propostas completas

Por favor, consulte esta página regularmente para possíveis atualizações.

ERA-CVD CONCURSO TRANSNACIONAL CONJUNTO 2017

O Texto do Concurso faculta informação detalhada sobre os tópicos, países participantes e respetivos compromissos financeiros. Por favor consulte os documentos e as hiperligações selecionadas na caixa amarela no lado direito.

Tópicos do concurso

Este concurso tem por objetivo o desenvolvimento de projetos no seguinte tópico: Mecanismos de aterosclerose precoce e/ou de instabilidade da placa na Doença Arterial Coronária.

As propostas transnacionais devem cobrir pelo menos um dos seguintes subtópicos:

- Exploração de mecanismos que levam à instabilidade da placa.

- Melhoramento das técnicas de imagem e validação de biomarcadores, conduzindo ao reconhecimento precoce de fatores de risco e/ou de proteção.

Países Participantes

Alemanha, Bélgica, Eslováquia, Espanha, Estónia, França, Holanda, Israel, Itália, Letónia, Noruega, Polónia, Portugal, Roménia, Taiwan, Turquia.

Proponentes de países que não estejam associados ao concurso podem ser parte de um consórcio (no máximo de um proponente por consórcio), desde que disponham de fundos próprios para financiar a sua participação (em fase de submissão de pré-proposta, será necessário confirmar a disponibilidade de financiamento próprio; em fase de submissão de proposta completa, será necessário documentar a disponibilidade dos fundos).

Como candidatar-se

1- Consultar os "Documentos do Concurso" disponíveis na caixa amarela que se encontra à direita.

2- Consultar a "Documentação Nacional" disponível na caixa amarela à direita, bem como os regulamentos nacionais dos países participantes no seu consórcio (incluindo o Português) no Guia para Candidatos. Parceiros que sejam considerados não-elegíveis poderão originar a rejeição de todo o consórcio.

3- Aceder à plataforma de submissão eletrónica.

4- Até 10 dias úteis após o prazo limite para submissão da pré-proposta, as equipas portuguesas (Parceiros e/ou Coordenadores) têm de:

  • Enviar para o Ponto de Contacto Nacional do Concurso uma Declaração de Compromisso, devidamente assinada pelo(a) Investigador(a) Responsável e pelo representante legal da Instituição Proponente e carimbada. A FCT poderá solicitar o original deste documento mais tarde.
  • Fazer prova de que o(a) Investigador(a) Responsável possui ou venha a possuir aquando da assinatura do termo de aceitação do projeto vínculo laboral ou que titule uma bolsa de pós-doutoramento com a Instituição Proponente ou, no caso da sua inexistência, enviar acordo escrito entre as partes.

Compromisso financeiro da DGS/PNDCCV e norma de financiamento (Portugal apenas)

Compromisso nacional para o concurso: 100.000 €

Máximo de financiamento para uma proposta com coordenadação/participação portuguesa: 100.000 €

Nota: Um consórcio não pode envolver mais do que uma equipa do mesmo país participante no concurso, a não ser que o segundo parceiro seja um parceiro associado que assegure o seu próprio financiamento (como exceção, duas equipas de investigação de Espanha podem integrar o mesmo consórcio). O financiamento das instituições portuguesas tem de obedecer ao Regulamento de projetos financiados exclusivamente por fundos nacionais. A dedicação (ETI) a projetos transnacionais não é contabilizada para o máximo de 100% de dedicação (ETI) aos projetos nacionais.

Contactos

Ponto de Contacto Nacional

Rita Cavaleiro
Rita.Cavaleiro@fct.pt
Tel: (351) 213 911 541

Anabela Isidro
Anabela.isidro@fct.pt
Tel: (351) 213 911 552

FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia
Av. D. Carlos I, 126 - 7º
1249 – 074 LISBOA
Portugal