Skip nav

ESRF

European Synchrotron Radiation Facility

Sobre o Laboratório Europeu de Radiação de Sincrotrão

Fundado em 1988 e em operação desde 1994, o ESRF é uma grande infra-estrutura de investigação que manobra uma poderosa fonte de raios X para levar a cabo investigação básica e aplicada na área da Física, Química, Ciência dos Materiais e Ciências da Vida, acolhendo equipas de investigadores dos Estados Membros para executar actividades experimentais, que não podem ser realizadas nos seus próprios países.

O ESRF é financiado pelos seguintes países: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Hungria, Holanda, Itália, Israel, Noruega, Polónia, Portugal, Reino Unido, República Checa, República Eslovaca, Suécia, Suíça. Actualmente é o local de trabalho para cerca de 600 pessoas, que inclui cientistas, engenheiros e pessoal administrativo a tempo inteiro de várias geografias e nacionalidades.

O ESRF é um acelerador de electrões com uma estrutura circular. Os electrões de elevada energia, quando acelerados em órbitas circulares por acção de campos magnéticos, emitem radiação electromagnética com características especiais designada radiação de sincrotrão.

No ESRF, Físicos trabalham lado a lado com Químicos, investigadores na área das Ciências dos Materiais, Biólogos, Médicos, Meteorologistas, Geofísicos e Arqueólogos. Áreas industriais também são exploradas no ESRF, tais como: Farmacêutica, Cosméticos, Petroquímica, Micro-electrónica, entre outras.

Participação Portuguesa

Portugal é Membro Associado Cientifico (MAC) do ESRF desde Novembro de 1997, sendo este estatuto considerado prévio a uma futura associação como membro de pleno direito. Em Janeiro de 2008 foi renegociado este acordo por mais cinco anos. Enquanto MAC Portugal contribui anualmente para os custos anuais de operação da instalação (cerca de 1% do orçamento total).

A adesão de Portugal ao ESRF permitiu à comunidade científica Portuguesa uma exploração frequente da radiação de sincrotrão através de diversas experiências em diferentes áreas científicas e tecnológicas. Em média, desde 2005, 40 investigadores portugueses utilizam o tempo de feixe fornecido pelo ESRF no desenvolvimento das suas experiências.

O tempo de feixe de que os MAC dispõem para realizar as suas experiências está directamente relacionado com a percentagem de contribuição para a organização, e tem por base a apresentação de projectos previamente avaliados por comissões de avaliação compostas por cientistas dos respectivos Estados Membros. Esta avaliação tem em conta a sua relevância e mérito científico. A percentagem de tempo de feixe atribuída à comunidade nacional tem variado nos últimos anos entre 0.85% e 1%.

Em destaque: ESRF Day and 2nd ENURS meeting

No âmbito da participação de Portugal, como Estado-Membro associado, na organização internacional “European Synchrotron Radiation Facility” – ESRF, pretende realizar-se um evento nos dias 14 e 15 de Fevereiro no Pavilhão do Conhecimento em Lisboa, com cientistas portugueses utilizadores da Radiação de Sincrotrão (2º ENURS). O evento contemplará uma sessão paralela da parte da manhã, no dia 15 de Fevereiro no Pavilhão do Conhecimento, com empresas portuguesas onde os responsáveis técnicos do ESRF irão apresentar quais as oportunidades no curto e médio-termo para o fornecimento de bens e serviços para o programa científico e tecnológico da organização.

As apresentações da sessão paralela foram as seguintes:

"ESRF Up-grade programme and opportunities for industry", by Harald Reichert, ESRF Research Director - Introdução [PDF]

"Securing ESRF Contracts - The procurement process", by Jean-Michel Georgoux, Head of ESRF Purchasing Service - Introdução [PDF]

Para mais informação sobre o evento consulte a seguinte página web.

Formação avançada de recursos humanos

Em Novembro de 2002 foi assinado um acordo entre Portugal e a Partnership for Structural Biology (PSB), conferindo a Portugal o estatuto de Academic Associate Member, o qual permitiu a participação portuguesa no projecto de construção de uma linha de feixe dedicada às metodologias e técnicas de high-throughput, através do financiamento de 4 posições científicas e técnicas nessa parceria, para além do desenvolvimento de projectos de colaboração com a PSB.

Decorrente deste acordo, entre 2003 e 2008, vários estudantes de doutoramento e de iniciação à investigação (no total 6 posições) estagiaram no ESRF. Em 2010 o acordo com a PSB foi renovado por mais 5 anos.

Participação industrial

Como Membro Associado Científico do ESRF, para além do benefício científico e de formação avançada, Portugal tem a possibilidade da participar em concursos para fornecimento de bens e serviços, contribuindo para o aumento da competitividade e avanço tecnológico da indústria nacional. Para isso, em 2009 foram atribuídas à FCT as funções de Purchasing Advisor – PA, a quem compete a identificação e promoção de empresas portuguesas como potenciais fornecedores de bens e serviços junto do ESRF.

O processo de aquisição de bens e serviços do ESRF está disponível para download com o seguinte desígnio: Procurement@ESRF. Para qualquer dúvida ou esclarecimento sobre a ligação industrial entre Portugal e o ESRF, contacte o Agente de Ligação Industrial.

Contactos

Conselho

Maria João Romão
mjr@fct.unl.pt
(351) 21 294 83 10

Agente de Ligação Industrial para CERN, ESO e ESRF (Gabinete de Ligação Industrial)

Emir Sirage
emir.sirage@fct.pt
(351) 21 391 15 30

Comité Administrativo e Financeiro

Maria José de Almeida
m.j.almeida@fct.pt
(351) 21 391 15 29

Ligações úteis