Skip nav

Infraestruturas de Investigação

Roteiro das Infraestruturas de Investigação

Em destaque

01.10.2013 - O prazo para apresentação de candidaturas terminou a 30 de setembro às 17h (hora de Lisboa).

Concurso para a Criação de um Roteiro Nacional de Infraestruturas de Investigação de Interesse Estratégico

Objetivos e enquadramento

É objetivo deste concurso estabelecer um Roteiro Nacional de Infraestruturas de Investigação de Interesse Estratégico. As propostas submetidas a concurso serão avaliadas com vista à sua introdução no Roteiro Nacional, sendo ainda criada uma base de dados de infraestruturas de investigação.

Subjacente à avaliação e construção do roteiro de infraestruturas de investigação estão os objetivos de estruturar o investimento com um horizonte de 6 anos, promovendo sinergias, e identificar áreas prioritárias de interesse nacional.

Definem-se as seguintes áreas temáticas:

  • Ciências Sociais e Humanidades;
  • Ciências Físicas e Engenharias;
  • Ciências do Ambiente;
  • Ciências Médicas e Biológicas;
  • Materiais e Estruturas Analíticas;
  • Energia;
  • Infraestruturas digitais.

Consulte o Aviso de Abertura deste concurso

O que está incluído

As propostas que satisfaçam os requisitos para serem consideradas infraestruturas de investigação serão incluídas numa base de dados nacional, a ser disponibilizada no sítio da FCT.

Em cada área temática, as infraestruturas de investigação selecionadas para incorporarem o Roteiro Nacional serão consideradas para financiamento, com base no resultado da avaliação.

Elegibilidade

Podem candidatar-se como Instituições Proponentes, individualmente ou em associação, as seguintes instituições:

  • Instituições de Ensino Superior nacionais, públicas ou privadas:
  • Laboratórios do Estado ou Laboratórios Internacionais com a sede em Portugal;
  • Instituições privadas sem fins lucrativos que tenham como objeto principal atividades de Investigação e Desenvolvimento (I&D);
  • Outras instituições públicas e privadas, sem fins lucrativos, que desenvolvam ou participem em atividades de I&D.

Em cada candidatura é indicado um Investigador Responsável, que não pode ser responsável por mais de uma candidatura.

Para mais informação sobre as condições de elegibilidade, deve-se consultar o Aviso de Abertura, o Regulamento e o Guião de Candidatura.

Como concorrer

O concurso está aberto entre o dia 30 de julho e as 17h00 (hora de Lisboa) do dia 30 de setembro de 2013.

As candidaturas são submetidas eletronicamente, em língua inglesa, no Portal de Ciência e Tecnologia (PCT). As propostas devem incluir um plano de ação para 6 anos de atividade, assente numa análise das forças, fraquezas, oportunidades e ameaças (análise SWOT), e um plano de financiamento plurianual.

A consulta do modelo de formulário de candidatura, permite obter uma visão geral das diferentes secções a preencher.

Para informações detalhadas de como concorrer e apresentar propostas, consulte o  Guião de Candidatura.

Avaliação

As propostas serão avaliadas por painéis independentes, compostos por especialistas de reconhecido mérito em cada área científica, de acordo com os seguintes critérios de avaliação: mérito científico da candidatura e relevância estratégica.

A avaliação da relevância estratégica das candidaturas terá por base os contributos de representantes da administração central, regional.

Mais informação acerca do processo de avaliação está disponível no Guião de Avaliação.

Contactos

Para informação adicional, ou questões acerca deste concurso, contacte a FCT através de roteiro.infract@fct.pt.

Nenhuma informação contida nesta página substitui ou se sobrepõe ao estipulado no Regulamento e no Aviso de Abertura do Concurso.