Skip nav

Centro de Inovação Conjunto em Materiais Avançados Portugal-China

2º Concurso para Projetos Colaborativos

DOCUMENTOS

DATAS IMPORTANTES:

  • Período de candidatura: 29 fevereiro 2016

INTRODUÇÃO

Com o objetivo de prosseguir as atividades do Centro de Inovação Conjunto em Materiais Avançados Portugal-China, o Departamento de Cooperação Internacional do Ministério da Ciência e Tecnologia da República Popular da China (MOST) e a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) lançam o 2º concurso para projetos colaborativos.

Este concurso decorre no âmbito do Memorando de Entendimento entre o Ministério da Educação e Ciência de Portugal e o Ministério da Ciência e Tecnologia da República Popular da China, assinado em 25 de Junho de 2012, em Lisboa.

O Centro de Inovação Conjunto em Materiais Avançados Portugal-China foi estabelecido a 28 fevereiro 2013, na Universidade de Zhejiang, tendo como objetivo fortalecer as atividades de R&D e transferência de tecnologia, bem como a absorção de inovações nas áreas de materiais avançados do mercado.

Neste concurso, cada proposta deverá envolver pelo menos dois grupos de investigação, com um parceiro chinês e um parceiro português e apresentar um plano de investigação conjunto, nas seguintes áreas prioritárias:

  • Materiais Biomédicos
  • Nanotecnologia e Nanomateriais
  • Materiais Sustentáveis
  • Energia e Materiais

No concurso de 2013 foi aprovado o projeto de investigação Biofunctional coatings for cardiovascular interventional devices, submetido por Cristina Martins, do Instituto Nacional de Engenharia Biomédica, e por Jian Ji, da Universidade de Zhejiang, na área dos Materiais Biomédicos.

FINANCIAMENTO

A FCT disponibiliza para as equipas portuguesas o montante global de 300.000 €, sendo o valor máximo atribuído a cada projeto selecionado de 100.000 €, limitado a trinta e seis meses.
O MOST disponibiliza como contrapartida o cofinanciamento para as equipas chinesas.

ELIGIBILIDADE

Pela FCT, podem candidatar-se, individualmente ou em associação, equipas de investigação de Instituições do Ensino Superior, seus Institutos e Centros de I&D; Laboratórios Associados; Laboratórios do Estado; Instituições privadas sem fins lucrativos que desenvolvam atividades de Ciência e Tecnologia; empresas desde que inseridas em projetos liderados por Instituições de I&D públicas ou privadas sem fins lucrativos; outras instituições públicas e privadas, sem fins lucrativos, que desenvolvam ou participem em atividades de investigação científica.
Os candidatos chineses deverão consultar o regulamento para o concurso no site do MOST.

APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

A candidatura do projeto conjunto deve ser submetida, no formulário apropriado, simultaneamente pela equipa portuguesa, para a FCT, e pela equipa chinesa, para o MOST, até 29 fevereiro 2016.

Os candidatos portugueses devem proceder ao preenchimento do Formulário de Candidatura que deverá ser apresentado em língua inglesa, em formato pdf. O formulário deve ser submetido por e-mail. Os candidatos chineses deverão utilizar o sistema de submissão do MOST.

As candidaturas deverão ser acompanhadas de uma Declaração de Compromisso.

As candidaturas que não forem submetidas em ambas as Instituições não serão consideradas para avaliação.

AVALIAÇÃO E SELEÇÃO DE CANDIDATURAS

As propostas serão avaliadas competitivamente, por avaliação de pares, independente pela FCT e NSFC, segundo os seguintes critérios: mérito científico e relevância da proposta. A avaliação será realizada, por parte da FCT, por um painel de avaliação internacional. Após a avaliação das propostas, a Comissão Mista entre a FCT e o MOST decidirá quais as propostas a serem apoiadas.

CONTACTOS

Todas as questões relacionadas a este concurso devem ser dirigidas a:

  • Olga Dias, na Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT)
  • Zhang Lengyang, no Ministério da Ciência e Tecnologia da República Popular da China (MOST)

Nenhuma informação contida nesta página substitui ou se sobrepõe ao estipulado no Edital do Concurso.