Skip nav

Logo PRIMA

Cooperação Transnacional

Parceria para a Investigação e Inovação na Região Mediterrânica (PRIMA)



Em destaque


  • Concurso para expressão de interesse de peritos para o Comité de Aconselhamento Científico do PRIMA. Prazo para submissão: 11 de maio 2021 (link)
  • Concurso para atribuição de dois prémios de reconhecimento sobre implementação de práticas de gestão integrada da água, alimentos e recursos dos ecossistemas ao nível local, sub-regional ou na região Mediterrânica. Prazo: 15 de junho 2021. Financiamento Horizonte 2020 (link)
  • “Annual Work Plan 2021” (link)
  • Sessão informativa dos concursos pela Fundação PRIMA 2021 (link)

CONCURSOS 2021 – FECHADOS

Os concursos para projetos de investigação PRIMA em 2021 abriram a 5 de março de 2021 e dividem-se em duas "secções": "Section 1" e "Section 2".

O concurso "Section 1" rege-se de acordo com os regulamentos e procedimentos do Programa-Quadro europeu H2020, sendo exclusivamente financiados por fundos desse programa. O acompanhamento e financiamento dos consórcios recomendados são exclusivamente realizados pela Fundação PRIMA.

No concurso da "Section 1" há quatro tópicos a concurso, enquadrados em cada um dos três pilares da Agenda Estratégica de Investigação e Inovação do PRIMA (vide abaixo) e na área de nexo entre os três pilares:

  • Área temática 1 - Gestão da Água. Tópico 1.1.1-2021 (RIA) Gestão sustentável do solo e da água no combate à degradação e desertificação do território e promoção do restauro dos ecossistemas;
  • Área temática 2 - Sistemas Agrários. Tópico 1.2.1-2021 (IA) Aumento da performance ambiental e socioeconómica dos sistemas agrícolas de pequena escala através de melhoramentos dos aspetos organizacionais e novos modelos de governança de cadeias de valor;
  • Área temática 3 - Fileira agroalimentar. Tópico 1.3.1 - 2021 (IA) Aumento da adesão à dieta Mediterrânica como padrão de sustentabilidade incluindo aspetos ambientais, sociais e de saúde;
  • Área temática Nexos. Tópico 1.4.1 - 2021 (IA) Alavancagem do conhecimento obtido na gestão do nexus de recursos água-energia-ecossistemas alimentares na região Mediterrânica: dos conceitos às soluções práticas.

Para conhecimento de toda a documentação e submissão de propostas, clique aqui.

O concurso da "Section 1" têm duas fases: pré-propostas e propostas completas. O prazo previsto para submissão de pré-propostas é 13 de abril de 2021. O prazo para a submissão de propostas completas é 9 de setembro 2021.

O concurso "Section 2" assenta exclusivamente na concessão de fundos nacionais ou regionais à luz das regras das agências de financiamento participantes, observando a lógica de «virtual common pot» (ou seja, cada agência envolvida apenas financia os investigadores que se candidatem aos seus fundos). A receção e avaliação das propostas são realizadas pela Fundação PRIMA, sendo que as agências de financiamento envolvidas realizam a verificação de elegibilidade à luz das suas regras, decidem sobre os projetos a apoiar, contratualizam os seus investigadores e financiam-nos.

No concurso da "Section 2" há três tópicos a concurso para ações de investigação e inovação, enquadrado em todos os três pilares da Agenda Estratégica de Investigação e Inovação do PRIMA (vide abaixo):

  • Área temática 1 - Gestão da água. Tópico 2.1.1 - 2021 (RIA) Redução da escassez da água no Mediterrâneo através da governança adaptativa;
  • Área temática 2 - Sistemas agrários. Tópico 2.2.1 (RIA) Expansão das práticas baseadas nos princípios da agroecologia para aumentar os serviços de ecossistema e biodiversidade, para adaptar as pequenas explorações às alterações climáticas e aumentar o rendimento do agricultor;
  • Área temática 3 - Fileira agroalimentar. Tópico 2.3.1 Aumento da resiliência das pequenas explorações agrárias face às alterações globais e crises como a COVID, pela utilização de tecnologias inteligentes na cadeia de abastecimento agroalimentar e ferramentas para a gestão de crises.

Para conhecimento de toda a documentação e submissão de propostas, clique aqui.

O concurso "Section 2" tem duas fases: pré-propostas e propostas completas. O prazo previsto para submissão de pré-propostas é 21 de abril de 2021 (CET). O prazo para submissão das propostas completas é 21 de setembro 2021.

O compromisso da FCT é de 1.125.000 €, estimando-se o apoio a entre 5 e 11 projetos. Os tetos financeiros por proposta são: 250.000 €, caso a proposta seja coordenada por uma entidade que peça fundos à FCT e 100.000 € em caso de mera participação na proposta. Caso haja mais que um parceiro pedindo fundos à FCT numa mesma proposta, estes terão de ser partilhados. É aplicado o "Regulamento de projetos financiados exclusivamente por fundos nacionais". Todas as entidades pedindo fundos à FCT neste concurso terão de entregar a respetiva Declaração de Compromisso, descarregável aqui. Esta declaração terá de ser entregue por e-mail à pessoa de contacto, abaixo indicada, devidamente preenchida, assinada e carimbada até dez dias úteis depois do prazo do concurso (5 de maio de 2021, 17:00 GMT). O documento original deve ser mantido pelo seu proprietário.

SUGESTÃO:

- Utilize a ferramenta para procura de parceiros nesta página.

Resultados dos concursos 2019 para Portugal

“Section 1” – financiamento Programa-Quadro Horizon 2020, através da Fundação PRIMA

TRACE-RICE - Tracing rice and valorizing side streams along Mediterranean blockchain. Coordenação PT: Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, I.P., 240.000€. Outros participantes de PT: Universidade Nova de Lisboa, Instituto de Tecnologia Química e Biológica António Xavier (ITQB NOVA), 190.000€; Instituto de Biologia Experimental e Tecnológica, 150.000€; Building Global Innovators 129.500€; Ernesto Morgado S.A., 129.500€; Mater Dynamics 129.500€; Casa do Arroz 100.000€. Outros países participantes: EG e ES. Financiamento total: 1.599.500€.

eGROUNDWATER - Citizen science and ICT-based enhanced information systems for groundwater assessment, modelling and sustainable participatory management. Coordenação: ES. Participantes PT: Universidade do Algarve, 195.000€ e Instituto Superior de Economia e Gestão, 174.000€. Outros países participantes: DA, FR, MA. Financiamento total 1.600.000€.

InTheMED - Innovative and Sustainable Groundwater Management in the MED. Coordenação ES. Participante PT: Associação do Instituto Superior Técnico para a Investigação e Desenvolvimento (IST-ID), 220.000€. Outros países participantes: DE, EL, FR, TN, TR. Financiamento total 1.589.000€.

CAMA - Research-based participatory approaches for adopting Conservation Agriculture in the Mediterranean Area. Coordenação: ES. Participantes PT: Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, I.P., financiamento 70.000€ e Associação Portuguesa de Mobilização e Conservação do Solo, 80.000€. Outros países participantes: IT, TN, DZ, FR, EL, MA. Financiamento total 1.500.000€.

SusMedHouse - Efficient, Eco-Friendly, Sustainable Mediterranean Greenhouse Integrated with Artificial Intelligence, Hi-Tech Automation and Control System. Coordenação: TR. Participante PT: Associação de Viticultores do Concelho de Palmela, 151.398€. Outros países participantes: EG, DE, ES, TR. Financiamento total: 1.549.990€.

Med Food TTHubs Trace & Trust Hubs for MED food. Coordenação: EL. Participante PT: Inov INESC Inovação 190.000€. Outros países participantes: IT, EG, JO, ES, TN. Financiamento total: 1.510.000€.

“Section 2” – financiamento FCT

Nano4Fresh - Nanomaterials for an environmentally friendly and sustainable handling of perishable Products. Coordenação PT: Maria Filipa Gomes Ribeiro, Instituto Superior Técnico, financiamento FCT: 174.981,60€. Participante de PT: Armando Torres Paulo, FRUTUS – Estação Fruteira do Montejunto, CRL, financiamento FCT: 25.000€. Outros países participantes: ES, IT, MA. Financiamento total: 666.332€.

PulpIng - Development of Pumpkin Pulp Formulation using a Sustainable Integrated Strategy. Coordenação PT: Lillian Barros, Instituto Politécnico de Bragança. Financiamento FCT: 99.887,50€, outros participantes PT: António Miguel Fernandes Azevedo, Decorgel – Produtos Alimentares S.A., financiamento FCT: 30.063,04€ e Alexandre Fradeira Gonçalves, More – Laboratório Colaborativo Montanhas de Investigação – Associação MORE, financiamento FCT: 69.987,50€. Outros países participantes: EL (2), DZ, EG, DE, TN. Financiamento total: 912.689€.

GreenPalm - Development of sustainable date palmbased agro systems by preserving their biodiversity. Coordenação: Instituto de la Grasa-CSIC, ES. Participante PT: Teresa Lino Neto, Universidade do Minho, financiamento FCT: 100.000€. Outros países participantes: IT, TN e DZ. Financiamento total: 703.600€.

HaloFarMs - Development and Optimization of Halophyte-based Farming systems in salt-affected Mediterranean Soils. Coordenação: Karim Ben Hamed, Centre de Biotechnologie de Borj Cédria (CBBC), TN. Participante PT: Luísa Custódio, CCMAR, Universidade do Algarve, financiamento FCT: 99.938,05€. Outros países participantes: TN, EG, IT, ES, FR (2), IT. Financiamento total: 847.872€.

SmaCuMed - Smart irrigation cube for sustainable agriculture in the Mediterranean region. Coordenação DE. Participante PT: Lopo José Infante da Câmara Carvalho, Aquagri IIM – International Irrigation Management, Lda., financiamento FCT: 93.923€. Outros países participantes: MA(2), TN. Financiamento total: 991.800€.

WildFood - Eating the wild: Improving the value chain of Mediterranean Wild Food Products (WFP). Coordenação: Forest Science and Technology Centre of Catalonia (CTFC), ES. Participantes PT: José Guilherme Borges, Instituto Superior de Agronomia, financiamento FCT: 67.000€; Ricardo Silva, Cooperativa de Usuários do Freixo do Meio, CRL, financiamento FCT: 33.000€. Outros países participantes: ES, DZ (2), TN (2), IT, SL. Financiamento total: 814.220,43€

DiVicia - Use and management of Vicia species for sustainability and resilience in biodiversity-based farming systems. Coordenador: Ecole Supérieure d’Agricultures(ESA), FR. Participante de PT: Maria Carlota Morais e Cunha Vaz Patto, Universidade Nova de Lisboa, Instituto de Tecnologia Química e Biológica António Xavier, financiamento FCT: 100.000€. Outros países participantes: FR (3), DZ (2), IT, LB, MA (2), ES, TN. Financiamento total: 1.000.000€

HubIS - Open innovation Hub for Irrigation Systems in Mediterranean agriculture. Coordenador: Montpellier Supagro, FR. Participantes de PT: Maria do Rosário Conceição Cameira, Instituto Superior de Agronomia, financiamento FCT: 48.369,15€ e Luís Miguel Leal Boteta, Centro Operativo e de Tecnologia de Regadio (COTR), financiamento FCT: 50.000€. Outros países participantes: FR, DZ, EL(2), MA(2), ES(2), TN. Financiamento total: 1.170.706€.

VALUEFARM - VALorization of Mediterranean smallscale FARMs by cropping wild UnExploited species. Coordenação: University of Thessaly (UTH), EL. Participação de PT: Lillian Barros, Instituto Politécnico de Bragança, financiamento FCT: 100.000€. Outros países participantes: CY(2), TR(2), ES, DE, EL, EG, DZ. Financiamento total: 1.242.435€

FRUALGAE – Sustainable technologies and methodologies to improve quality and extend product shelf life in the Mediterranean agrofood supply chain. Coordenação: Agricultural University of Athens, EL. Participante PT: Deborah Power, CCMAR, Universidade do Algarve, financiamento FCT: 100.000€. Outros países participantes: EL(2), LB, EG, DE, IT. Financiamento total: 1.220.000€.

MEDISMART - Mediterranean Citrus: innovative soft processing solutions for SMART (Sustainable, Mediterranean, Agronomically evolved, nutRitionally enriched, Traditional) products. Coordenador: TR. Participante PT: Maria Manuela Pintado, Universidade Católica Portuguesa. Financiamento FCT: 100.000€. Outros países participantes: EG, IT, ES. Financiamento total: 1.112.512€.

  • A brochura com a totalidade dos projetos financiados nos concursos PRIMA 2019, pode ser consultada aqui.

    Resultados dos concursos 2018 para Portugal

    “Section 1” – financiamento Programa-Quadro H2020, através da Fundação PRIMA

    DSWAP - Decision support-based approach for sustainable water reuse application in agricultural production, coordenado por Eddie Cytryn, Agricultural Research Organization - ARO, Israel. Participação PT: Universidade Católica Portuguesa. Financiamento total: 2.000.000€.

    SUSTAINOLIVE - Novel approaches to promote the SUSTAInability of OLIVE groves in the Mediterranean, coordenado por Roberto García Ruiz, Universidad de Jáen, ES. Participação PT: Universidade de Évora, Esporão, SA e Centro de Estudos e Promoção do Azeite do Alentejo. Financiamento total: 1.913.450€.

    “Section 2” – financiamento FCT

    MEDWATERICE - Towards a sustainable water use in Mediterranean rice-based agro-ecosystems, coordenado por Ariana Facchi, Università degli Studi di Milano, IT. Participação José Manuel Monteiro Gonçalves, Instituto Politécnico de Coimbra, financiamento FCT 47,088.00€ e Isabel Pedroso de Lima, Universidade de Coimbra, financiamento FCT 47,088.00€. Outros países participantes: ES, TR, EG, IL. Financiamento total: 1.426.208€.

    INTOMED - Innovative tools to combat crop pests in the Mediterranean, coordenado por Kalliope Papadopoulou, University of Thessaly, EL. Participação Paula Baptista, Instituto Politécnico de Bragança, financiamento FCT 93.838,00€. Outros países participantes: ES, FR, EL, TN e MA. Financiamento total: 812.338€.

    LAGMED - Improvement of preventive actions to emerging LAGoviruses in the MEDiterranean basin: development and optimisation of methodologies for pathogen detection and control, coordenado por Joana Abrantes, Rede de Investigação em Biodiversidade e Biologia Evolutiva - CIBIO/InBIO, financiamento FCT 140.588€. Outros países participantes: FR, ES, IT, TN e DZ. Financiamento total: 832.988€.

    ArtiSaneFood - Innovative Bio-Interventions and Risk Modelling Approaches for Ensuring Microbial Safety and Quality of Mediterranean Artisanal Fermented Foods, coordenado por Ursula Gonzales-Barron, Instituto Politécnico de Bragança, financiamento FCT 140,261.00€. Outros países participantes: ES, FR, IT, DZ, MA, TN, EL e EUA. Financiamento total: 1.353.817€.

    MED4YOUTH - Mediterranean Enriched Diet for Tackling Youth Obesity, coordenado por Antoni Caimari, do Eurecat, Centre Tecnològic de Catalunya, ES. Participação Maria Filomena Botelho, Universidade de Coimbra, financiamento FCT 93,815.00€. Outros países participantes: IT, IL JO. Financiamento total: 1.028.480€.

    MILKQUA - Milk quality all along the dairy chain for a sustainable MILK, coordenado por Latifa Abdennebi-Najar, do EInstitut de l'Elevage IDELE, FR. Participante no projeto David Pereira, Faculdade de Farmácia, Universidade do Porto, financiamento FCT 93.772€. Outros países participantes: ES, IT, TN. Financiamento total: 872.973€.

    SAFFROMFOOD - Valorsation of saffron and its floral by-products as sustainable innovative sources for the delelopment of high added-value food products, coordenado por Maria Jose Frutos Fernandez, Universidad Miguel Hernández de Elche, UMH, ES. Participante no projeto Maria do Rozário Bronze, Instituto de Biologia Experimental e Tecnológica, financiamento FCT 93.546€. Outros países participantes: DZ, IT, DE e FR. Financiamento total: 1.292.780€.

    Para conhecer a totalidade dos projetos, por favor cliqueaqui.

    Histórico da iniciativa

    A parceria PRIMA é um dos mais recentes desenvolvimentos da Parceria Euro-Mediterrânica (também conhecida por Processo de Barcelona). Estabelecida em 1995, com o objetivo de fomentar a paz, estabilidade, prosperidade e diálogo entre culturas da região, este processo testemunhou o estabelecimento da União para o Mediterrâneo (UpM), em 2008, da qual todos os Estados europeus e do Mediterrâneo são membros. Por seu turno, também a renovação da Política Europeia de Vizinhança, em 2011, não é estranha a esta parceria.

    O primeiro passo tendo em vista a consolidação de uma proposta de uma iniciativa ambiciosa no setor da ciência, tecnologia e inovação deu-se através da 1.ª Conferência Ministerial Euro-Mediterrânica em Investigação e Inovação, em abril de 2012, em Barcelona, Espanha. Os princípios de copropriedade, interesse mútuo e ganhos partilhados foram particularmente vincados nessa proposta.

    O Conselho Europeu Informal de Ministros da Ciência, Tecnologia e Inovação, em junho de 2012, em Nicósia, Chipre, conduziu à constituição de um grupo de países europeus que iniciou a discussão informal do lançamento de uma iniciativa conjuntamente com países parceiros do Mediterrâneo. Essa iniciativa assentaria em fundos nacionais dos Estados participantes e do programa-quadro para a ciência e inovação da União Europeia. O referencial dessa iniciativa seria o instrumento previsto no Artigo 185.º do Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia (TFUE), um programa comum aos Estados e Comissão Europeia, com financiamento igual pelos dois lados.

    Por fim, a iniciativa foi lançada na 2.ª Conferência Ministerial Euro-Mediterrânea, a 4 de maio de 2017, em La Valleta, Malta, através da Declaração sobre Fortalecimento da Cooperação Euro-Mediterrânea através da Investigação e Inovação.

    Proposta de Parceria PRIMA

    A 22 de dezembro de 2014 foi entregue uma proposta de parceria à Comissão Europeia, cujos compromissos nacionais em numerário ascendiam a 211,5 milhões de euros, ao passo que os contributos em espécie estavam estimados em cerca de 123 milhões de euros.

    Após avaliação de impacto, a Comissão Europeia decidiu-se, em julho de 2016, pela preparação de uma proposta legislativa para codecisão entre Conselho Europeu e Parlamento Europeu tendo em vista a criação de um programa ao abrigo do Artigo 185.º do TFUE, de acordo com o desejo dos países participantes. A decisão, tomada a 4 de julho de 2017, estabelece a atribuição de não mais de 220 milhões de euros de contribuição ao abrigo do Programa-Quadro H2020 a projetos com níveis variados de prontidão tecnológica que cumpram os objetivos estabelecidos na Agenda Estratégica de Investigação e Inovação, além do apoio à estrutura de execução. Essa contribuição será concedida durante 10 anos (entre 2018 e 2028) e inclui uma soma global indicativa de 440 milhões de euros. Os países participantes são Alemanha, Argélia, Chipre, Croácia, Egipto, Eslovénia, Espanha, França, Grécia, Israel, Itália, Jordânia, Líbano, Luxemburgo, Malta, Marrocos, Portugal, Tunísia e Turquia.

    A estrutura de execução assume a figura de fundação de Direito Espanhol. Estabelecida a 19 de junho de 2017, a fundação funciona em Barcelona, em ligação com a União para o Mediterrâneo, sediada naquela cidade. A decisão de localizar a sede da Fundação PRIMA nestes moldes prende-se com a vontade dos países participantes fomentarem sinergias de relevo para a região euro-mediterrânica com aquela organização, e vice-versa.

    Agenda Estratégica de Investigação e Inovação

    A PRIMA centra-se nas temáticas dos sistemas alimentares e dos recursos hídricos, sendo garantida, porém, flexibilidade da parte dos países envolvidos. A versão completa pode ser descarregada aqui. Os pilares temáticos e respetivos objetivos são:

    1. Gestão sustentável da água em áreas áridas e semiáridas do Mediterrâneo

    • Testar e estimular a adoção de soluções hídricas adequadas ao contexto;
    • Melhorar a sustentabilidade da terra e água nas bacias semiáridas mediterrânicas;
    • Elaborar e estimular a adoção de novas políticas e protolocos para a governação de sistemas de gestão hídricos.

    2. Sistemas agrícolas sustentáveis

    • Desenvolver sistemas de lavoura inteligentes e sustentáveis de modo a manter recursos naturais e aumentar a eficiência na produção;
    • Desenhar e promover a adoção de novas abordagens para a redução do impacto de pragas e patogéneses na agricultura.

    3. Cadeia de valor alimentar no desenvolvimento regional e local mediterrânico

    • Inovar no plano dos produtos alimentares baseados na dieta mediterrânicas, estimulando a ligação entre nutrição e saúde;
    • Encontrar soluções para aumentar a eficiência na cadeia alimentar e hídrica, reduzindo perdas e resíduos;
    • Conceber e implementar modelos inovadores e de qualidade no agro-negócio como fonte de emprego e crescimento económico.

    Eventos

    Agenda e apresentações autorizadas no Encontro «Adaptações da Agricultura às Alterações Climáticas: França, Portugal e Região Mediterrânica», Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa, 27 e 28 de setembro de 2018, aqui e aqui.

    Agenda e apresentações (clicar no título para abrir) no evento «Partnership for Research and Innovation in the Mediterranean Area (PRIMA): Introduction and Calls for Proposals», Universidade dos Açores, Ponta Delgada, 2 de março de 2018, aqui.

    Agenda e apresentações (clicar no título para abrir) no evento «Partnership for Research and Innovation in the Mediterranean Area (PRIMA): Introduction and Calls for Proposals», INESC TEC, Porto, 23 de fevereiro de 2018, aqui.

    Agenda e apresentações autorizadas (clicar no título para abrir) no evento «Launch Of The Partnership For Research And Innovation In The Mediterranean Area (PRIMA) In Portugal», Pavilhão do Conhecimento, Lisboa, 7 de fevereiro de 2018, aqui.

    Para mais informações (regularmente atualizadas)

    http://prima-med.org/

    https://ec.europa.eu/research/environment/index.cfm?pg=prima

    Contacto

    Maria Maia
    FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia
    DRI – Departamento de Relações Internacionais
    Av. D. Carlos I, 126
    1249 – 074 LISBOA
    Portugal

    Maria.Maia@fct.pt
    Tel: (351) 213 911 543