Skip nav

Projectos de I&D

Concurso para Projetos Exploratórios no âmbito do Programa Carnegie Mellon Portugal – 2019

Visão Geral e Objetivos

Os projetos de Investigação Exploratória (Exploratory Research Projects, ERP) destinam-se a apoiar equipas de investigadores de instituições portuguesas, da Carnegie Mellon University (CMU) e de parceiros empresariais, a iniciarem atividades de investigação com elevado potencial de impacto e relevância estratégica para o Programa Carnegie Mellon Portugal (CMU Portugal). Estes projetos deverão estimular e promover a competitividade e a capacidade de inovação em Ciência e Tecnologia na internacionalização de Portugal na área das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC).

As propostas apresentadas deverão demonstrar um elevado potencial de impacto e capacidade para desenvolvimento futuro dos objetivos propostos pelo projeto. Os ERPs têm frequentemente como objetivo formular e lançar ideias de projetos de longo prazo, não sendo previsível que, enquanto projetos exploratórios, sejam atingidos os ambiciosos resultados finais que caracterizam os projetos de longo prazo. No entanto, as candidaturas devem ser concretas no que diz respeito às atividades que o consórcio pretende desenvolver e nos resultados que se propõe alcançar no âmbito do ERP, vinculando-os a objetivos a longo prazo. Os ERPs, para além das publicações de artigos científicos, deverão valorizar o impacto do projeto através, por exemplo, da construção de sistemas que respondam a problemas reais.

No âmbito deste concurso, pretende-se a submissão de candidaturas na área das TIC com especial foco nas oportunidades oferecidas pela economia de dados enquanto motor de crescimento e mudança.

Todas as candidaturas devem cumprir integralmente os termos de referência definidos no documento “Terms of Reference for the Exploratory Research Projects Call for Proposals 2019”.

Financiamento

O concurso apoiará projetos pelo período máximo de 12 meses (prorrogável, no máximo, por mais 3 meses, em casos devidamente justificados).

Para este concurso está prevista uma dotação orçamental de 400 mil euros. Os projetos aprovados serão integralmente financiados por fundos nacionais através do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Destinatários e Elegibilidade

Apenas podem candidatar-se a financiamento equipas de investigação das seguintes entidades portuguesas:

  • Entidades não empresariais do sistema de I&I, nomeadamente:
    1. Instituições do ensino superior, seus institutos e unidades de I&D;
    2. Laboratórios do Estado ou internacionais com sede em Portugal;
    3. Instituições privadas sem fins lucrativos que tenham como objeto principal atividades de I&D;
    4. Outras instituições públicas e privadas, sem fins lucrativos, que desenvolvam ou participem em atividades de investigação científica.

O limite máximo de financiamento para os parceiros de instituições portuguesas de cada projeto é de:

  • 70.000,00 euros para consórcios com mais de uma instituição portuguesa;
  • 50.000,00 euros para projetos com apenas uma instituição portuguesa.

Como concorrer

As candidaturas devem ser apresentadas à FCT, em língua inglesa, em formulário próprio e submetidas eletronicamente através do Portal de Concursos.

As candidaturas são compostas pelo formulário eletrónico e por um conjunto de anexos, dos quais são obrigatórios os seguintes:

  • “Annex to Application” (de acordo com a secção 2.5 do Terms of Reference for the Exploratory Research Projects Call for Proposals 2019);
  • Documento comprovativo do grau de doutor do Investigador Responsável do parceiro português;
  • Acordo escrito entre o/a Investigador/a Responsável e a Instituição Proponente (quando aplicável) de acordo com o Ponto 7.1 do Aviso para Apresentação de Candidaturas;
  • Declaração do IR de CMU confirmando que será o IR do lado de CMU e que tem uma posição de docente no CMU;
  • Declaração relativa ao enquadramento da regulamentação de auxílios de Estado – entidades não empresariais do sistema I&I;
  • Ficheiro com a calendarização das tarefas do projeto.

A digitalização da Declaração de Compromisso de cada candidatura terá de ser submetida no Portal de Concursos de Projetos de I&D até ao dia 11 de setembro de 2019.

Mais informações no Guião para elaboração e submissão de propostas de projetos de IC&DT e no Regulamento de Acesso a Financiamento de Projetos de Investigação Científica e Desenvolvimento Tecnológico.

Prazos e datas importantes

O período de apresentação de candidaturas decorre entre 28 de junho de 2019 e as 17 horas (hora de Lisboa) de 30 de julho de 2019.

Avaliação

A avaliação será efetuada por painéis internacionais de avaliadores independentes. Cada proposta será avaliada segundo os seguintes critérios:

  1. Mérito científico e natureza inovadora do projeto do ponto de vista internacional, e alinhamento com os objetivos da Fase III do Programa CMU Portugal;
  2. Impacto dos resultados do projeto em problemas reais e em novas linhas de investigação de longo prazo;
  3. Mérito científico da equipa de investigação;
  4. Exequibilidade do programa de trabalhos e razoabilidade orçamental.

Contactos

Mais informações sobre o concurso: concursoprojetos@fct.pt.

Nenhuma informação contida nesta página substitui ou se sobrepõe ao estipulado no Regulamento e no Aviso de Abertura do Concurso.