FCT

R&D Institutions

Resultado da avaliação 2007 na área de Ciências da Comunicação

Unidade de I&D

Centro de Estudos de Comunicação e Linguagens [COMS-LVT-Lisboa-158] visitada em 06/05/2008

Classificação: Good

Comentários do painel de avaliação
Sobre a unidade
The panel found this to be a very diverse research group, and had some difficulty separating and identifying discrete areas of work. The exact number of past and continuing research groups was difficult to determine during the site visit. Some past groups had fused into new ones or each other, but whether there were now 3, 5 or 8 groups was somewhat indeterminate.

Within the unit was much interesting and some significant research, though little if any of international standing. During discussion the point was made that “none of us is a researcher; we are all teachers”. The diversity of interests, from tourism to web studies, science communication to theatre history, or from cinema to publishing, was difficult to comprehend as a coherent Unit. Some research objectives were described only in the most general, even unbounded form (for example, seeking “to apprehend the interaction of modern mediation processes in their complexity” in one case; “construction of a general model of mediality” in another). This made the feasibility of research plans often difficult to evaluate, since criteria for completion or success were remarkably vague.

There is considerable effort put into dissemination, in both a printed (now up to issue 38) and online journal. A book series is published, and the internet material is bilingual. The Unit anticipates considerable benefits from joining an Associated Laboratory. Most, if not all groups, were conducting satisfactory research, without in general making significant impact on the field internationally.
Sobre os grupos de investigação
Comunicação e Artes/Communication and Arts [RG-COMS-LVT-Lisboa-158-1335]
Cultura e Técnica/Culture and Technique [RG-COMS-LVT-Lisboa-158-1333]
e-Textualidades/e-Textualities [RG-X-COMS-LVT-Lisboa-158-1196]
Ficcionalidade e Alteridade/Fictionality and Alterity [RG-X-COMS-LVT-Lisboa-158-1336]
Media e Processos de Mediação/Media and Mediation Processes [RG-COMS-LVT-Lisboa-158-1334]
Novas Formas de Mediação/New forms of Mediation [RG-X-COMS-LVT-Lisboa-158-1337]
Para um Mapeamento das Mutações da Cultura na Era da Técnica/Mapping of the Cultural Mutations in the Age of Technique [RG-X-COMS-LVT-Lisboa-158-1502]
Sistemas de Mediação e Interacção: Tecnologias, Práticas, Discursos/Mediation and Interaction Systems: Technologies, Practices and Discourses [RG-X-COMS-LVT-Lisboa-158-1338]

Comentários da unidade

É inaceitável a avaliação do CECL com FAIR. Equivale a ENCERRAR um centro de investigação em comunicação que desde 1983 é referência nacional unânime, de prestígio incontestado e o maior pólo de formação pós-graduada na área.
O Comentário do painel refere:
POSITIVAMENTE, a excelência da investigação e da divulgação efectuadas. A classificação atribuída contradiz a sua própria apreciação.
NEGATIVAMENTE, que:
- os investigadores se consideram «professores e não investigadores».
O assunto não esteve nunca em causa. O mesmo ocorre em todos os centros do país desta área e está prescrito nos art. 4 e 5 do ECDU.
- inexiste «impacto significativo … a nível internacional».
A falta de uma parametrização deste indicador, nunca explicitada, na visita ou no comentário, gera ambiguidade. Os dados fornecidos pelo CECL à FCT comprovam, pelo contrário, uma EVOLUÇÃO CONSIDERÁVEL desde a última avaliação (2003).
- existe «indefinição» nas linhas de acção, excessiva «diversidade, «objectivos gerais» e vagos, tornando «difícil avaliar os planos de investigação».
Quanto às Linhas de Acção, o painel dispôs de elementos claríssimos no relatório e durante a visita, mas persistiu no seu argumento.
Quanto à dificuldade de avaliação por «indefinição» conceptual, esta dissipava-se se considerados os projectos aprovados pela FCT e executados e o CRESCIMENTO EXPONENCIAL, desde a avaliação de 2003, segundo todos os parâmetros da FCT (produtividade, relevância, exequibilidade e nº de doutorandos e mestrandos – > 70). A classificação atribuída é paradoxal e inexplicável.
Quanto à «diversidade»: a interdisciplinaridade é opção paradigmática do CECL, com especial incidência nos new media. Não são as «teorias» que têm de ser avaliadas, sob pena de se lesar a liberdade de investigação, mas sim projectos e resultados quantificáveis, que o Comentário OMITE por sistema.
Por estas razões, o CECL solicita uma REAVALIAÇÃO da unidade e pede que até à sua efectuação a classificação de Fair seja suspensa.