Skip nav

Grandes Concursos da FCT

A FCT organiza concursos com um largo espectro de características. Alguns envolvem milhares de candidatos. Esta página contém conselhos para os candidatos desses concursos.

Conselhos básicos

  • Planeie e complete o seu processo de candidatura o mais cedo possível.
  • Faça uma visita atempada a todas as secções do formulário para ter noção do que lhe é pedido, e para recolher atempadamente todos os dados necessários para a submissão (p.e., chaves públicas de colegas, orientadores).
  • Leia com atenção as instruções de preenchimento anexas ou no próprio formulário, e a lista de FAQs. Muitas das suas perguntas ou dúvidas estarão esclarecidas nessa informação. Faça isso antes de contactar os serviços da FCT com as suas dúvidas.
  • O Edital de Abertura do Concurso e o Regulamento contêm informação importante que deve conhecer antes de iniciar a submissão do seu projecto. Não deixe de os ler com atenção.
  • À medida que se gravam os diversos campos do formulário de candidatura, o sistema dá indicação da existência de erros; vá corrigindo os erros, com tempo, ao longo do processo de elaboração da candidatura. Corrigir todos os erros em cima do prazo limite de submissão pode revelar-se uma tarefa difícil ou mesmo inviabilizar a sua candidatura.
  • O sistema fornece uma explicação por cada erro detectado. Leia e interprete essa mensagem com atenção e proceda em conformidade. Será muito mais rápido fazê-lo do que contactar os serviços da FCT reportando as mensagens que obteve e que resultaram de incorrecto preenchimento do formulário.
  • Geralmente existe um processo de verificação final antes da lacragem da candidatura que pode detectar problemas adicionais. Corrê-lo em cima do prazo de submissão é uma péssima ideia.
  • Não assuma que um formulário ou as regras de submissão se mantiveram relativamente à última vez que concorreu ao mesmo tipo de concurso. Por exemplo: desde há algum tempo, e seguindo o exemplo dos concursos europeus, todos os concursos de grande dimensão organizados pela FCT encerram às 17h de Lisboa.

Um exemplo: o concurso 2008 para bolsas individuais

candidaturas seladas por dia

O gráfico ilustra uma quase certeza estatística. Submissões electrónicas a um processo administrativo permitem a acumulação dos actos finais deste, que pode ser relativamente complexo como neste caso, muito perto do(s) prazo(s) limite (neste caso havia 2). Acontece que para a grande maioria dos candidatos tal acumulação não é sentida mas, para um número em termos relativos muito pequeno, mas que em termos absolutos pode ser, num caso como este, da ordem de algumas dezenas, pode representar a existência de uma dúvida, anomalia, ou qualquer outra perturbação perto do prazo limite com consequências muito desagradáveis em termos da possibilidade de completar a submissão de candidatura. A isto acresce o facto do apoio que os serviços da FCT podem prestar aos candidatos durante todo o processo é essencialmente constante com um ligeiro reforço no final e necessariamente insuficiente perto do pico de procura final.

Provavelmente o melhor conselho que se pode dar a um candidato a um concurso de grande dimensão realizado por submissão electrónica, como alguns dos concursos de bolsas ou projectos da FCT, é: planeie e complete o seu processo de candidatura o mais cedo possível. Dessa maneira assegura que o apoio que a FCT lhe pode dar em caso de necessidade é o melhor possível.

O tipo de gráfico que vê nesta página não é um acaso, não muda nos concursos de projectos, ou concursos de outras organizações, e não é de maneira nenhuma uma peculiaridade nacional de deixar tudo para a última da hora. Acredite!

Outro exemplo: o concurso 2008 de Projectos em todos os domínios científicos

candidaturas seladas por dia no concurso de projectos 2008

O gráfico não inclui 171 candidaturas seladas administrativamente pela FCT.

Ainda outro exemplo: o concurso de projectos 2009

candidaturas seladas por dia no concurso de projectos 2009

Análise de anomalias

A FCT recebe frequentemente e imediatamente após o encerramento de concursos de projectos, nomeadamente em concursos de grande dimensão como os realizados anualmente para todos os domínios científicos, solicitações de investigadores que não submeteram o seu projecto no sentido de poderem completar e submeter a candidatura. Tipicamente o número de tais solicitações é da ordem de poucas dezenas num universo de cerca de 5000 candidaturas (~0,5%).

Convém esclarecer antes de mais que a FCT, por sua iniciativa e rotineiramente, analisa quaisquer circunstâncias em que dificuldades de ordem técnica de última hora impeçam a submissão de candidaturas considerando como relevantes casos em que a origem dos problemas seja atribuível aos seus sistemas. Em regra, a FCT não considera relevantes problemas técnicos não atribuíveis aos seus sistemas (obviamente com excepções, como por exemplo se faltasse a energia numa parte importante do país num período significativo). O número de situações deste tipo tem vindo a ser reduzido de forma drástica nos últimos anos: 2 no concurso de 2009, 1 no concurso de 2010.

Quanto às solicitações originárias de investigadores, são analisadas procurando a conjugação de mais de um dos seguintes factores:

  • candidaturas essencialmente concluídas, em particular, sem erros que impeçam a conclusão de componentes importantes do formulário.
  • problemas técnicos atribuíveis à FCT.
  • detecção do problema na fase final do concurso tornando impossível a sua resolução atempada.

Não são considerados por si só relevantes quaisquer dos seguintes argumentos que parafraseiam a essência de algumas solicitações reais:

  • “precisava de mais tempo”;
  • “assim perde-se trabalho de semanas”;
  • “o concurso fechou quando só precisava de carregar no botão”;
  • “julgava que iam adiar”;
  • “os formulários demoraram muito tempo a preencher”;
  • “a rede estava muito lenta”;
  • “foi culpa da minha instituição”.

No essencial a FCT mantém que, estando os concursos abertos durante períodos na ordem dos 2 meses, a má gestão do tempo por parte dos IRs que optam por submeter candidaturas à última hora, não tomando em conta imponderáveis, é da inteira responsabilidade dos próprios.