Saltar navegação

Notícias

20-01-2017

Nova Campanha do Programa PROPOLAR na Antártica

O Programa Polar Português (PROPOLAR), financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), iniciou ontem, 19 de janeiro, mais uma campanha na Antártica, com a participação de 19 cientistas portugueses.

Propolar

A campanha PROPOLAR 2016-17 vai assegurar a logística de transporte dos portugueses, juntamente com os cientistas e técnicos dos programas búlgaro, chileno, chinês, espanhol e sul coreano, num total de 122 pessoas, entre Punta Arenas no Chile e o aeródromo Teniente Marsh na ilha de Rei Jorge, na Antártida.

A gestão e partilha de logística são comuns entre o PROPOLAR e os programas polares de países parceiros, como a Argentina, a Bulgária, o Brasil, o Chile, a China, a Espanha, os Estados Unidos da América, a República da Coreia e o Uruguai.

Uma vez que Portugal não possui infraestruturas permanentes na região antártica, as campanhas antárticas portuguesas são baseadas na forte cooperação internacional com os programas congéneres, facilitando o acesso às excelentes condições das regiões polares para o desenvolvimento de investigação de ponta.

Esta campanha integra 7 projetos de investigação, que incidem sobre várias áreas da Península Antártica, coordenados por 6 universidades e centros de investigação públicos das áreas das ciências biológicas, da criosfera, do ambiente e da Terra, e que têm temas que vão da cartografia às alterações climáticas.

O PROPOLAR é uma iniciativa coordenada pelo CEG/IGOT-UL (instituição proponente), CCMAR-UALG, IMAR-UC, CQE/IST-UTL e CIIMAR-UP e funciona em coordenação com a FCT.

(Créditos da imagem: IGOT-UL)

Arquivo de notícias ›