Saltar navegação

Notícias

15-11-2017

Avaliação de Unidades 2017/2018

A FCT abriu hoje o período de candidaturas à Avaliação de Unidades de I&D 2017/2018, para financiamento durante o período 2019-2022, através da disponibilização do Registo de Unidade de I&D no Portal de Ciência e Tecnologia. O concurso termina a 31 de janeiro de 2018.

A avaliação tem por base o Regulamento de Avaliação e Financiamento Plurianual de Unidades de I&D, que resulta de um longo processo de discussão com a comunidade científica e tecnológica e das recomendações do Grupo de Reflexão sobre a Avaliação de Ciência e Tecnologia pela FCT. Esta avaliação dá sequência aos exercícios realizados nos anos de 1996, 2000, 2007 e 2013.

O montante de financiamento indicativo é de 400 Milhões de euros. Para além desse valor, a FCT prevê financiar 400 bolsas de Doutoramento por ano através das Unidades de I&D. Essas bolsas virão somar-se às atribuídas através dos concursos individuais e de Programas de Doutoramento FCT em curso.

A FCT irá também apoiar a contratação por Unidades de I&D de cerca de 400 Investigadores Doutorados no período 2019-2022. Essa contratação irá complementar os concursos anuais para candidaturas individuais de investigadores doutorados a abrir pela FCT, o apoio aos planos institucionais de emprego científico e de desenvolvimento de carreiras científicas e a contratação através de projetos de I&D.

A avaliação de unidades de I&D visa o desenvolvimento e a valorização do Sistema Científico e Tecnológico Nacional (SCTN) em todas as áreas de conhecimento, e o seu fortalecimento e densificação territorial. Está previsto o alargamento das áreas de avaliação, com painéis de avaliação próprios, em áreas temáticas de particular relevância estratégica ou ligadas a setores de atividades técnicas, que não eram consideradas em exercícios de avaliação anteriores. Retoma-se e alarga-se a especialização da avaliação das unidades de I&D por áreas científicas e temáticas pela previsão de mais de 40 Painéis de Avaliação, provenientes de instituições estrangeiras.

A avaliação da qualidade científica e a análise da relevância, mérito e atualidade da atividade realizada pelos investigadores associados à candidatura da Unidade de I&D privilegiará a qualidade e não a sua quantidade sem consideração da respetiva qualidade. A diversidade institucional é considerada um fator de desenvolvimento e enriquecimento do SCTN, pelo que se encoraja a consideração de modelos diversos de organização que assegurem um bom aproveitamento de recursos humanos, meios técnicos e infraestruturas, e que reforcem a afirmação internacional de Portugal.

 

Arquivo de notícias ›