Saltar navegação

Notícias

26-09-2018

CIÊNCIAVITAE

A partir de agora, é mais fácil construir um CV. O CIÊNCIAVITAE – o novo Currículo Científico português – e o CIÊNCIA ID – o Identificador Nacional de Ciência – foram hoje apresentados no Teatro Thalia, numa sessão com mais de 200 investigadores e gestores de Ciência e Tecnologia e representantes de instituições como a A3ES, a ANI, o CRUP, o CCISP, a DGEEC, a DGES, a PIC e o COMPETE2020. A apresentação ficou a cargo da Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Maria Fernanda Rollo, e do Presidente da FCT, Paulo Ferrão.

O CIÊNCIAVITAE é um currículo único, personalizado, simples, harmonizado e estruturado, alojado em http://cienciavitae.pt. Permite reunir numa só plataforma toda a informação referente ao utilizador, seja estudante, investigador ou instituição, e que atualmente se encontra dispersa em múltiplas plataformas, como FCT-SIG CV, DeGóis, RENATES, REBIDES, ORCID e RCAAP.

O CIÊNCIAVITAE e o CIÊNCIA ID fazem parte do programa “Mais Ciência, Menos Burocracia”, um programa de racionalização, desburocratização e simplificação administrativa desenvolvido pela área da ciência, tecnologia e ensino superior em linha com a estratégia europeia de ciência aberta.

A criação deste currículo requer um identificador único para cada investigador: o CIÊNCIA ID, uma chave de acesso, uma forma de autenticação, que permite a agregação e reutilização da informação. Desta forma o CIÊNCIA VITAE e o CIÊNCIA ID podem ser adotados por todas as entidades oficiais associadas ao sistema de ciência, tecnologia e ensino superior, respeitando as especificidades das áreas científicas.

Na FCT, o novo currículo terá uma implementação faseada: num primeiro momento, a sua utilização será facultativa, substituindo progressivamente o FCT SIG e tornando-se de uso obrigatório para todos os concursos FCT a partir do verão de 2019. Na sessão de hoje foi também assinalado o compromisso na utilização do Ciência Vitae em todo o ecossistema, através da assinatura de protocolos de colaboração entre a FCT e a A3ES, a ANI, a DGEEC e a DGES e o COMPETE2020. 

De forma a facilitar a adoção destes novos serviços, nos próximos meses, a FCT irá promover e apoiar sessões de formação, presenciais e à distância, para toda a comunidade, incluindo investigadores e gestores de C&T.

O CIÊNCIAVITAE é desenvolvido pela FCT com base na plataforma DeGóis, em articulação com o quadro técnico e normativo PTCRIS, e pode ser utilizado por todas as instituições nacionais na área da ciência e ensino superior que escolham aderir.

Arquivo de notícias ›