Saltar navegação

Notícias

08-12-2018

Resultados da Primeira fase do Atlantic International Satellite Launch Programme

Os resultados da 1.ª fase do Programa Internacional do Atlântico para o Lançamento de Satélites estão disponíveis na página do ATLANTIC ISLP. O Programa recebeu 14 propostas por parte de consórcios internacionais, que manifestaram o interesse em colaborar com empresas portuguesas e centros de investigação e engenharia nacionais para conceber, instalar e operar um porto espacial na Ilha de Santa Maria, nos Açores. Esta iniciativa foi lançada em setembro numa parceria entre a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) e a Estrutura da Missão dos Açores para o Espaço (EMA - Espaço), com o apoio técnico da Agência Espacial Europeia (ESA).

As 14 manifestações de interesse foram analisadas por uma Comissão Internacional de Alto Nível, composta por 9 peritos nacionais e estrangeiros de reconhecido mérito internacional e coordenada por Jean Jacques Dordain, antigo diretor-geral da ESA. A Comissão recomendou uma lista de candidatos a convidar para participar na 2ª fase deste Programa (Competitive Bidding Phase).

A Comissão selecionou 5 manifestações de interesse submetidas por empresas de lançamento de satélites, que se propõem a desenvolver um pequeno lançador e buscar uma base de lançamento: AVIO, Consórcio AZUL, Isar Aerospace Technologies GmbH, PLD Space, Rocket Factory Augsburg e Edisoft. Esses consórcios serão convidados a submeter uma proposta completa na segunda fase do AISLP.

 

A Comissão considerou também que há outro conjunto de manifestações de interesse que, não necessitando de um porto espacial, têm condições de realizar negociações específicas com as autoridades portuguesas; que outras podem ser fornecedoras de subsistemas; e identificou ainda o Ariane Group, que manifestou interesse em desenvolver, operar e gerir o porto espacial.

As candidaturas à primeira fase do programa terminaram a 31 de outubro de 2018. Essa fase consistia na manifestação de interesse por entidades que pudessem garantir o desenvolvimento e operação de uma nova geração de serviços de lançamento de satélites para o espaço. As 14 manifestações apresentadas incluíram empresas de vários países (11 da União Europeia, 2 da EUA e 1 da Rússia), que declararam interesse em atuar em toda a cadeia de valor associada à nova geração de serviços de lançamento de pequenos satélites para o espaço. É de salientar que as propostas compreendiam soluções inovadoras de acesso ao espaço com microlançadores (que representam 7 propostas), produtos e serviços de engenharia de sistemas e software.

O Programa Internacional do Atlântico para o Lançamento de Satélites visa estimular a criação de emprego qualificado e a alavancagem de novos projetos de índole espacial de grande valor acrescentado, que poderão garantir o incremento e um novo impulso para os projetos já existentes na ilha de Santa Maria, bem como para as empresas e centros de investigação e de desenvolvimento tecnológico nacionais deste sector, posicionando o país e a região no desenvolvimento de uma nova geração de atividades espaciais com base em pequenos satélites. A expetativa é de que, decorridas todas as fases de avaliação e análise das condições de exequibilidade e dos processos contratuais, os primeiros serviços de lançamento comecem a operar nos Açores na primavera/verão de 2021.

O processo seletivo irá prosseguir com os seguintes passos:

·       Fevereiro 2019: Fase 2 - apresentação de propostas com a informação requerida, em resposta à “International Call for Tender for Launch Services to Space from the Island of Santa Maria”;

·       Fevereiro/março 2019: Processo de avaliação, incluindo uma apresentação pública das propostas.

·       Março/maio 2019: Fase Final de Avaliação.

·       Final de abril 2019: Negociação final com empresas / consórcios.

·       Abril/maio 2019: Contrato para o desenvolvimento e operação do Porto Espacial.

·       Maio/junho 2019 a maio/junho 2021 (2 anos): Análise e avaliação externa da fase de implementação.

·       Primavera/Verão 2021: primeiros serviços de lançamento previstos a operar nos Açores.

 

Arquivo de notícias ›