Saltar navegação

Notícias

18-02-2014

Avaliação de Unidades de I&D nacionais com o apoio da European Science Foundation

A primeira fase da avaliação das candidaturas apresentadas ao concurso para Avaliação de Unidades de I&D da FCT irá contar com a colaboração ativa da European Science Foundation (ESF). Neste exercício de avaliação são candidatos a avaliação 324 unidades, com mais de 15000 membros integrados propostos. Dada a dimensão e abrangência do exercício, a FCT optou por envolver a ESF, beneficiando da sua experiência de mais de três décadas em processos de avaliação internacionais. O envolvimento da ESF decorrerá sempre em estreita colaboração com os serviços e a Direção da FCT.

A ESF terá a responsabilidade de selecionar e alocar os peritos internacionais para a avaliação das candidaturas submetidas, e colaborará em todos os procedimentos associados à primeira fase de avaliação das unidades. O Conselho Diretivo da FCT manterá a responsabilidade de designar os avaliadores e membros dos painéis selecionados e recomendados pela ESF.

A escolha da ESF surge no âmbito da consulta a organizações estrangeiras congéneres à FCT, para designação dos painéis de avaliação para o exercício de avaliação de Unidades de I&D em curso, por parte do Conselho Diretivo da FCT. Na sua missão de promover a cooperação internacional em programas de investigação científica em quase todos os domínicos científicos, a ESF colabora de perto com as organizações que lhe são associadas, como é o caso da FCT. O apoio a exercícios de avaliação de projetos, de redes científicas e de instituições, é uma das vertentes da sua ação. A ESF tem vindo a coordenar exercícios de avaliação para projetos conjuntos da Agência Espacial Europeia / NASA / Agências Espaciais do Canadá e do Japão, assim como de várias universidades europeias e de redes e consórcios europeus.

Para além de três décadas de experiência na realização de exercícios de avaliação (próprios ou para outras organizações), a ESF tem realizado diversos estudos sobre a prática da avaliação por pares (peer-review) por agências financiadoras Europeias, tendo publicado vários relatórios e guias de boas práticas.

O exercício de avaliação das unidades de investigação científica e desenvolvimento tecnológico em curso iniciou-se em julho de 2013. A avaliação das instituições de I&D nacionais é organizada regularmente pela FCT e dela resulta a atribuição de uma classificação, que determina o volume de financiamento a atribuir a cada instituição. Esta avaliação e o financiamento associado têm efeitos a partir de janeiro de 2015, sendo válida por um período de seis anos.

 

Arquivo de notícias ›