Saltar navegação

Notícias

09-08-2021

Investimento em I&D atingiu os 3.203 milhões de euros em 2020

Portugal registou 3.203 milhões de euros de despesa total em atividades de I&D em 2020, representando 1,58% do PIB nacional de acordo com os Resultados provisórios do Inquérito ao Potencial Científico e Tecnológico Nacional (IPCTN20). Este valor representa um aumento de 7% (211 milhões de euros) face a 2019, verificando-se um contínuo crescimento do investimento em I&D pelo quinto ano consecutivo.

Mais de 4300 empresas registaram atividades de I&D em 2020, o que significou um aumento de 541, representando mais 14% comparativamente a 2019. O investimento das empresas em I&D também voltou a crescer, subiu 15%, em 2019 foi de 10%, tendo a despesa das empresas em atividades de I&D representado 1.811 milhões de euros em 2020, o que traduz 0,89% do PIB e 57% da despesa total.

O número de investigadores na população ativa cresceu em 2020, com 10,2 investigadores por mil ativos, quando em 2019 era de 9,6. Foram registados 52.535 investigadores em equivalente a tempo integral (ETI), mais cerca de 2.369 do que em 2019. O Ensino Superior inclui 28.732 investigadores em ETI, cerca de 55%, enquanto as empresas incluem 21.389, 41% do total. O número de investigadores nas empresas cresceu em 2.169 ETIs, um aumento de 11% em 2020, e no sector do Estado, onde se incluem os Laboratórios do Estado, o número de investigadores continua a representar cerca de 3% do total, com 1.601 ETIs.

O total de recursos humanos em atividades de I&D (i.e., total de investigadores, técnicos e outros profissionais) atinge 12,7 pessoas (ETI) por cada mil habitantes ativos, atingindo 65.356 ETIs em 2020. Nas empresas o número de recursos humanos em atividades de I&D também cresceu em mais de 3.400 (aumento de 13%), totalizando 30.206 ETI em 2020.

Estes valores são revelados pelos dados provisórios do Inquérito ao Potencial Científico e Tecnológico Nacional (IPCTN) referente a 2020, publicados pela Direção Geral de Estatísticas de Educação e Ciência (DGEEC), com base nas metodologias harmonizadas internacionalmente pelo EUROSTAT e a OCDE.

O Inquérito ao Potencial Científico e Tecnológico Nacional (IPCTN) é uma operação censitária de periodicidade anual desde 2007 (era bienal desde 1982), que constitui a base de informação estatística oficial sobre recursos humanos e financeiros afetos a atividades de I&D em Portugal. Os dados definitivos serão oportunamente divulgados pela DGEEC após validação final de todos os resultados desta operação estatística.

Gráfico: fonte MCTES

Arquivo de notícias ›