Saltar navegação

Notícias

12-08-2021

Resultados provisórios do Inquérito aos Doutorados 2020

De acordo com os resultados provisórios do Inquérito aos Doutorados 2020, realizado pela DGEEC, entre 2015 e 2020 Portugal registou um crescimento de 17% na população de doutorados a residir no país (passando de 30.807 para 37.113). Pela primeira vez, o número de mulheres doutoradas a residir em Portugal (51%) foi superior ao número de homens (49%), enquanto a percentagem de doutorados estrangeiros a residir em Portugal em 2020 manteve-se muito próxima à percentagem de 2015.

O inquérito realizado revelou também um aumento do número de doutorados empregados e, consequentemente, uma descida do número de doutorados desempregados (representando, em 2020, 2%), mantendo-se a percentagem de inativos (aposentados e outros inativos) nos 3%.

Na distribuição por setor de emprego assiste-se, em 2020, a um aumento do número de doutorados a exercer atividade profissional no setor do Estado e no setor das Empresas, registando-se uma descida no setor do Ensino Superior.

O número de doutorados residentes em Portugal que criaram uma empresa aumentou entre 2012 e 2020 (eram 1% em 2012, 4% em 2015 e 6% em 2020). Entre a população residente, o número de doutorados tem vindo a subir paulatinamente desde 2012, passando de 24 para 36 doutorados por 10.000 habitantes e de 50 para 75 doutorados por 10.000 habitantes na população ativa.

Gráfico - Evolução dos doutorados residentes em Portugal

Futuralia_2018

Mais informações consulte Inquérito aos Doutorados – CDH20 – Resultados Provisórios

 

Arquivo de notícias ›