Saltar navegação

Notícias

23-05-2022

Protocolo FCT e EMACOM para uso da fibra ótica submarina

A Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) e a EMACOM – Telecomunicações da Madeira, detida pela Empresa de Eletricidade da Madeira, assinaram esta segunda-feira (23 de maio) um protocolo de cooperação que visa promover a utilização de fibra ótica para fins de investigação, nomeadamente nas áreas da sismologia, da vulcanologia, da ecologia marinha e das condições oceânicas.

ProtocoloFCT_EMACOM

O acordo constitui o primeiro passo para a materialização do GEOLab, uma iniciativa dirigida à comunidade de investigação, que conta ainda com a participação do Grupo Ellalink, que detém o sistema submarino que liga a Europa à América Latina e que possui um par de fibra ótica dedicado entre o Funchal e Sines, e a GEANT, a principal rede europeia direcionada para investigação e educação.

Através deste protocolo, a EMACOM compromete-se a ceder os direitos de utilização da fibra ótica para todo o equipamento de suporte às experiências científicas a realizar no âmbito do projeto e da sua ligação à RCTS - Rede Ciência, Tecnologia e Sociedade, cuja gestão e operação ficará a cargo da FCT, através da sua Unidade de Computação Científica Nacional (FCCN).

A FCT junta ainda a esta responsabilidade o compromisso de assegurar o acesso ao GEOLab por parte da comunidade de investigação e ensino, numa parceria que se pretende aproveitar as potencialidades humanas e tecnológicas, através da partilha de recursos tecnológicos nas áreas da investigação e conectividade, nomeadamente através do recurso a sistema de cabo submarino.

No âmbito do protocolo, caberá à FCT desenvolver diligências no sentido da ativação de um novo Ponto de Presença (PoP) RCTS na CLS (Cable Landing Station) do Funchal e o reforço do PoP da Penteada, localizado nas instalações da Universidade da Madeira, de forma a assegurar a conetividade à internet global através da Rede de Ciência, Tecnologia e Sociedade (RCTS) do GEOLab.

A EMACOM - Telecomunicações da Madeira é proprietária de um par de fibra ótica entre a Madeira e Portugal continental, no sistema EllaLink, sistema que é constituído por um cabo submarino de baixa latência com 6 mil km de extensão e que interliga o Brasil à Europa, com pontos de presença em Portugal (Sines e Lisboa), Espanha e França. A EMACOM possui ainda no sistema Ellalink uma fibra ótica, com cerca de 56km, que parte da landing station da Madeira e que constitui um recurso de elevado interesse para a comunidade de investigação e de ensino, em atividades relacionadas com a observação da terra, nomeadamente dos movimentos dos fundos marinhos.

Arquivo de notícias ›