Saltar para o conteúdo principal
Breadcrumbs

Investigação sobre Varíola dos Macacos vence prémio João Monjardino 2022

Tópicos
Joana Isidro

O Prémio João Monjardino 2022 foi atribuído à investigadora Joana Isidro, primeira autora do artigo “Phylogenomic characterization and signs of microevolution in the 2022 multi-country outbreak of monkeypox virus” [Caraterização filogenómica e sinais de microevolução do surto internacional de 2022 do vírus da varíola dos macacos], que foi publicado na revista Nature Medicine. O prémio será entregue numa cerimónia em data a anunciar brevemente.

Este trabalho, publicado em 24 de junho de 2022, explora as possíveis causas do recente surto de varíola dos macacos (primeiro caso reportado no Reino Unido em 7 de maio de 2022), que foi declarado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como uma Emergência de Saúde Pública Internacional (em 23 de julho de 2022), e propõe uma explicação para o facto de o surto ter alastrado a todo o mundo no início de 2022. Mais de 16 500 casos foram notificados em pelo menos 74 países durante dois meses (em 2022), em comparação com menos de 1 000 casos relatados nos últimos quatro anos (principalmente em África).

Joana Isidro é mestre em Biologia Molecular e Genética e integra a Unidade de Genómica e Bioinformática do Departamento de Doenças Infeciosas, do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA). A investigadora está envolvida em múltiplas colaborações nacionais e internacionais, incluindo vários projetos no âmbito da iniciativa One Health European Joint Programme. Desde 2020, tem estado continuamente envolvida na vigilância genómica do vírus SARS-CoV-2 e, mais recentemente, no estudo do vírus Monkeypox em Portugal.

O Prémio João Monjardino 2022 foi dedicado ao tema “Doenças Virais: Epidemiologia, Etiopatogenia e Controlo”, com o propósito de distinguir o melhor artigo publicado sob o tema proposto, em que se aborde resultados de investigação realizada por um/a investigador/a com menos de 35 anos à data de apresentação da candidatura, numa instituição do sistema científico e tecnológico nacional.

O Prémio João Monjardino é uma iniciativa conjunta da Fundação Francisco Pulido Valente com a Fundação para a Ciência e a Tecnologia, que tem como objetivo estimular a investigação, desenvolvimento experimental e inovação no domínio das Ciências Biomédicas e da Saúde através do reconhecimento do mérito de atividades de natureza científica e tecnológica realizadas neste domínio. O montante do prémio atribuído é de 10.000 euros, comparticipado em partes iguais pelas duas fundações.