Bolsas e subsídios à formação avançada

Em destaque

01.07.14 - O concurso para atribuição de Bolsas Individuais de Doutoramento, de Doutoramento em Empresas e de Pós-Doutoramento 2014 abrirá no final de julho. O período de submissão de candidaturas decorrerá até final de setembro.

07.03.14 - Resumo dos Resultados do Concurso de Bolsas Individuais 2013 (após avaliação)

21.01.14 – Resultados do concurso de bolsas para Estágios Tecnológicos no CERN, ESA e ESO:
193 candidaturas, 178 elegíveis e submetidas a avaliação
21 bolsas de estágio recomendadas para financiamento: 10 no CERN, 10 na ESA e 1 no ESO
Mais informações sobre o concurso

28.08.13 - Resultados do Concurso para Atribuição de Bolsas Individuais de Doutoramento e Pós-Doutoramento 2012
Foram analisados 905 pedidos de recurso, tendo sido aprovados 21. O nº de Bolsas Individuais aprovadas no concurso de 2012 é atualmente de 1198 Bolsas de Doutoramento e 677 Bolsas de Pós-Doutoramento.

Introdução

A FCT atribui através de concursos públicos e administra, directa ou indirectamente, ou em cooperação com outras entidades, um grande número de tipos de bolsas, de acordo com o estabelecido no respectivo Regulamento, e apoia a formação de recursos humanos a nível avançado. O Departamento da FCT com estas atribuições é, excepto em caso de menção expressa em contrário, o Departamento de Formação dos Recursos Humanos em Ciência e Tecnologia (DFRH).

Investigadora na UTAD
Luísa Ferreira / MCTES

As bolsas atribuídas em maior número são as Bolsas de Doutoramento (BD) e as Bolsas de Pós-Doutoramento (BPD) maioritariamente através de um concurso de Bolsas Individuais de periodicidade anual.

A FCT promove concursos para financiamento de Bolsas de Estágio em Organizações Científicas e Tecnológicas Internacionais (BEST) para formação de engenheiros no CERN, na ESA e no ESO. Mais informações em Estágios Tecnológicos no CERN, ESA e ESO.

Na prossecução de uma política de reforço das instituições científicas e de descentralização da atribuição de bolsas, são atribuídas com financiamento da FCT, através de projectos e unidades de I&D, as Bolsas de Investigação Científica e Tecnológica no âmbito de Unidades de I&D e as Bolsas de Investigação Científica e Tecnológica no âmbito de Projectos de Investigação. Estas são processadas através dos Departamentos relevantes da FCT: Departamento de Programas e Projectos de Investigação Cientifica e Desenvolvimento Tecnológico (DPP) e Departamento de Suporte à Rede de Instituições Cientificas e Tecnológicas (DSRI) em cooperação com o DFRH. As Bolsas de Cientista Convidado (BCC) e as Bolsas de Integração na Investigação (BII) são tratadas de forma similar.

Estão abertos em permanência os concursos para bolsas a conceder mediante candidatura institucional, nomeadamente Bolsas de Gestão em Ciência e Tecnologia (BGCT). Além disso, estão abertos em permanência concursos públicos para candidaturas individuais a Bolsas de Licença Sabática (BSAB).

Existem outros tipos de bolsas não mencionados nesta página introdutória. Para uma lista e caracterização completa dos diferentes tipos de bolsa consultar a Secção I do Capítulo II do Regulamento. A existência de um tipo de bolsa previsto na legislação não significa necessariamente a sua disponibilidade actual.

A FCT apoia também as candidaturas às Bolsas das Acções Marie Curie no âmbito do 7º Programa Quadro. Estas Bolsas não têm como objectivo a obtenção de graus académicos mas possibilitam a formação de jovens que queiram prosseguir uma carreira de investigação recorrendo às Redes de Formação Inicial. Sugere-se a consulta do portal Euraxess.


Esclarecimento sobre correção de erros na avaliação do Concurso de Bolsas 2013

A FCT tem responsabilidade direta na verificação de erros ou lapsos significativos nos processos de avaliação, que conduzam ao não cumprimento integral das normas aplicáveis ao concurso e, consequentemente, a injustiças ou desigualdades graves para alguns candidatos. Esta cautela é tanto maior em concursos altamente competitivos, como foi o concurso de 2013 para atribuição de Bolsas de Doutoramento e Pós-Doutoramento.

A avaliação das candidaturas compreende elementos métricos (nota de licenciatura, nº de anos após doutoramento, nº de artigos publicados, etc.) e elementos discricionários, avaliados pelo painel (mérito, qualidade, originalidade das propostas). As correções efetuadas pela FCT referem-se exclusivamente a elementos métricos, nas quais se incluem erros de cálculos aritméticos na soma de classificações parcelares, ou a situações de manifesta discordância entre as classificações efetivamente atribuídas e o disposto nos regulamentos e guião de avaliação.

Foram detetados e corrigidos erros nos elementos métricos em cerca de 3% das candidaturas, em todos os painéis de avaliação. Os erros corrigidos prendem-se com retificações factuais e cálculos aritméticos que não dependem da perícia e juízo científico dos painéis, e garantem a consistência entre a avaliação e as normas aplicáveis.

Em circunstância alguma a FCT interferiu com a avaliação de caráter científico ou técnico das propostas, ou reduziu a margem de livre apreciação de que os painéis legitimamente gozam no exercício das suas funções.

FCT, 23 de janeiro de 2014