Skip nav

ECSEL

Cooperação Transnacional

ECSEL – Componentes eletrónicos e Sistemas

A ECSEL foi estabelecida ao abrigo do Artigo 187º do Tratado do Funcionamento da União Europeia, e conta com a participação da Comissão Europeia, dos Estados Membros e Países Associados do Programa Horizonte 2020, e 3 associações industriais (EPoSS, AENEAS e ARTEMIS-IA).

Os objetivos estratégicos da ECSEL incluem:

  • manter a capacidade de produção de semicondutores e de sistemas inteligentes na Europa, e ajudá-la a crescer;
  • assegurar uma posição de liderança em design e engenharia de sistemas;
  • dar acesso a todos os atores a uma infrastrutura de classe mundial para a conceção e produção de componentes eletrónicos e de sistemas inteligentes e embebidos;
  • estimular o desenvolvimento de ecosistemas envolvendo PMEs inovadoras, fortalecer (e criar) novos pólo de competitividade em áreas promissoras;

Destaques

06 de fevereiro de 2019: Anúncio dos Concursos de 2019 da ECSEL, mais informação aqui.
07 maio de 2019, 17h00 (CET) : Data limite para submissão de pré-propostas.
18 setembro de 2019, 17h00 (CET) : Data limite para submissão de propostas.

Concursos de 2019 da ECSEL

A ECSEL lançou os concursos de 2019 para Innovation Actions (IA) e Research and Innovation Actions (RIA), destinados a apoiar propostas colaborativas de empresas e centros de investigação nas áreas dos componentes eletrónicos e sistemas embebidos. A avaliação será feita em duas fases, Project Outline e Full Project Proposal, e da responsabilidade de um painel internacional de peritos independentes.

Como concorrer

  • As propostas submetidas estão sujeitas a dois níveis de verificação de elegibilidade: internacional, de acordo com os critérios do H2020 publicados no edital do concurso; e nacional, de acordo com as regras de cada agência financiadora nacional.
  • É fortemente aconselhado que todos os parceiros envolvidos numa proposta contactem a sua agência de financiamento nacional antes da submissão da pré-proposta;
  • A submissão de propostas é feita eletronicamente, através de plataforma de submissão de propostas do H2020;
  • Os candidatos portugueses estarão sujeitos ao Regulamento de projetos financiados exclusivamente por fundos nacionais.
  • Todas as equipas portuguesas (Parceiros e/ou Coordenadores) têm de enviar para o Ponto de Contacto Nacional uma cópia digitalizada da Declaração de Compromisso devidamente carimbada e assinada pelo(a) Investigador Responsável e pelo representante legal da instituição proponente, até 10 dias úteis após o prazo limite para submissão da proposta. A FCT poderá solicitar o original deste documento mais tarde.

Compromisso financeiro da FCT e condições de financiamento

  • Compromisso nacional para o concurso: 2.000.000 €
  • O orçamento total das entidades académicas e centros de investigação está limitado a 300.000 € por entidade, por proposta (várias entidades envolvidas numa mesma proposta podem solicitar até 300.000€ cada uma).
  • As empresas nacionais não têm qualquer limite orçamental.
  • Todas as participações nacionais têm de incluir pelo menos uma empresa portuguesa. Participações onde se encontrem apenas entidades académicas nacionais não serão consideradas elegíveis.
  • Os participantes nacionais terão de reportar para a ECSEL JU, de acordo com as regras do H2020 e relativamente ao co-financiamento europeu; e terão também de reportar para a FCT, de acordo com o Regulamento em vigor, em relação ao co-financiamento nacional.

Taxas de financiamento nacional

Os concursos da ECSEL são co-financiados pela Comissão Europeia através da ECSEL JU, numa percentagem que pode variar entre os 20 e os 35%. A taxa de financiamento nacional será de:

  • Para entidades académicas e centros de investigação: 100%-JU;
  • Para empresas: 50%-JU;

Nota: A dedicação (ETI) a projetos transnacionais não é contabilizada para o máximo de 100% de dedicação (ETI) aos projetos nacionais.

Contactos

Ponto de Contacto Nacional

Rui Durão
rui.durao@fct.pt
Tel: (351) 213 911 532
FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia
Av. D. Carlos I, 126 - 7º
1249 – 074 LISBOA
Portugal